O planejamento do turismo para o crescimento das cidades
Envolvimento da comunidade reflete no sucesso econômico de atividades turísticas
30/05/2018

O Fórum Desenvolve Londrina recebeu, no dia 24 de maio, o Diretor de Turismo da cidade de Gaspar/SC, Norberto Mette. Ele abriu a palestra apresentando uma linha do tempo do turismo de Blumenau (SC), cidade onde atuou como diretor de turismo. Iniciou em 1984 quando o município tinha a necessidade de se erguer economicamente, após a enchente do rio Itajaí e dando início a famosa Oktober Fest. 

Mette contou que houve um tempo que Blumenau não reconhecia a festa como criação da cidade, já que em meados dos anos 2000 a Oktober Fest ficou com a má fama de uma festa da cerveja, em que as pessoas se embriagavam. Em meio a esta situação, a equipe organizadora do evento, do qual fazia parte, deu uma nova “cara” ao evento, criando um projeto, evidenciando as tradições e a cultura alemã.

“Planejamos toda uma ação de divulgação turística, começamos a noticiar que éramos uma colônia alemã do sul do Brasil e tínhamos uma festa reconhecida internacionalmente. A partir de 2005 tivemos uma revitalização total da OktoberFest e como os visitantes só chegavam em Blumenau em outubro para a festa, criamos então, a Vila Germânica. Uma pequena vila com cultura alemã que fica ativa o ano todo e saímos um pouco da sazonalidade”, relatou Mette.

Mette transmitiu a importância do turista na cidade, dizendo que se Londrina quer turista, a cidade tem que se planejar. Ele acredita que um dos problemas do turismo é esperarmos pelo investimento público e na realidade, temos que buscar também o investimento privado e principalmente envolver a

comunidade. O diretor de turismo da cidade de Gaspar em Santa Catarina, concluiu com sua experiência e exemplos da cidade de Blumenau, que o turismo é uma atividade econômica rentável, que envolve diversos segmentos da cadeia produtiva criativa, bom espaços para eventos e bem utilizados, além de um planejamento e principalmente o envolvimento da comunidade local e regional.